segunda-feira, 16 de abril de 2007

Viagem de Páscoa - Parte 3 - Segundo Dia em Paris

Todas as minhas 72 fotos de Paris estão no álbum Picasa a seguir:

France - Paris

Segundo dia em Paris. Dia de conhecer o maior cartão postal da cidade e talvez o monumento mais famoso do mundo moderno. A torre Eiffel. O nome Eiffel é em homenagem ao engenheiro Gustave Eiffel, autor do projeto. Encaramos umas três horas de fila para subir na torre. Na época em que foi construída, em 1889, a torre era a estrutura mais alta do mundo. De acordo com a Wikipedia, o monumento já foi visitado por mais de 200.000.000 de pessoas desde a sua construção. A julgar pelo tamanho das filas que encaramos, só neste feriado alguns milhares de pessoas devem ter subido. A torre tem 3 estágios. No primeiro existe um cinema, lojas e um restaurante. No segundo estágio outro restaurante. Este absurdamente caro, tem até elevador privativo. No Picasa da Ligia tem alguns videos que dão uma idéia de como é o passeio de elevador para subir na torre. A Sibele chegou a sentir uma vertigenzinha, mas o elevador do Beto Carreiro World me deu mais adrenalina. Achei legal ter subido na torre, para dizer que estive neste grande monumento e por ter admirado as belas vistas da cidade que se tem dos diferentes estágios da torre. Mas é o tipo de visita que a pessoa tem que ir uma vez e está bom. Se tivesse que encarar a mesma fila para ir uma outra vez eu provavelmente não iria. Preferiria voltar ao Louvre, por exemplo. Mas sem dúvida uma vez vale a ida e recomendo para os eventuais viajantes. Especialmente se tiverem oportunidade de ir quando não for feriado. Se alguma vez eu for novamente vou tentar ir à noite, para ter uma vista diferente de Paris. Na foto a seguir uma das belas vistas a partir da torre.

Depois de descermos os 324 metros de altura da torre, demos uma passeada nos jardins de Luxemburgo. Um belo parque onde fizemos o pique nique do dia. Dadas as condições financeiras de três estudantes que somos, resolvemos substituir os almoços por pique-niques e só irmos a restaurantes para jantar. Depois de visitar os jardins de luxemburgo, com um laguinho onde crianças brincam com veleiros em miniatura disponíveis para locação, fomos em direção ao Pantheon, um belo prédio próximo onde estão enterrados vários franceses ilustres como Voltaire e Victor Hugo. Já passavam das 18hs, então não podemos entrar no Pantheon. Vi em fotos da Internet que o interior do prédio é muito bonito. Uma pena não termos conseguido entrar. Por fora o prédio também é bonito. Na fachada a frase: "Aux Grands Hommes La Patrie Reconnaissante". Dá pra "intuir" o significado para quem fala português, mas eu não vou me arriscar a pôr aqui uma tradução minha que certamente estaria errada. Então fica só na intuição mesmo. Na foto a seguir o Pantheon:

Depois caminhamos mais um pouco até a igreja de Saint-Étienne-du-Mont, onde assistimos um trecho da missa de Páscoa. A igreja é bem bonitinha, mas para o "padrão Paris" de arquitetura deixa um pouco a desejar.

Depois encerramos o dia comendo raclette em um restaurante perto do Hotel. Raclette são fatias de queijo e frios que tu esquentas em uma espécie de chapinha. Queijo derretido na hora, com um belo vinho tinto para acompanhar. Nada mau.

Não deixe de visitar também o blog da Ligia com as impressões dela sobre essa mesma viagem e as fotos que a Sibele tirou.

2 comentários:

Ligia disse...

Legal, Léo, suas impressões da viagem, e os detalhes...Fiquei até com vontade de escrever mais sobre Paris no meu post...Afinal, é uma lembrança boa,para recordarmos depois!! Estou no aguardo de suas impressões sobre o fatídico finale!!!

Leonardo disse...

Com certeza Ligia. Além de informar os familiares, amigos e internautas em geral, um dos motivos que me leva a escrever tanto é poder reler essas coisas daqui há um tempo, quando bater uma saudade. Ás vezes fico navegando por aqui e encontro posts antigos com coisas que mal me lembro ter escrito. Abraço.