terça-feira, 25 de novembro de 2008

Ainda a Neve...

Filmei um trecho da minha viagem de trem de Pergine a Povo (Trento) esta manhã. A guriazinha de vermelho não estava lá...

video

Paulo Sant'Ana

Está no blog do Paulo Sant'Ana:

"Se o Tite vir a treinar o Grêmio, juro que deixo de ser gremista."

Eu duvido que o Tite não volte a treinar o Grêmio. E duvido que o Paulo Sant'Ana deixe de ser gremista por isso. Forçou a barra...

Aqui está o post dele dizendo isso.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Branco!

Talvez eu já devesse estar acostumado. Mas como bom brasileiro é impossível, para mim, acordar e ver tudo branco sem sorrir e balbuciar para mim mesmo um "que afude!". Neve. Muita neve. Nevasca. E na hora que acordei, cerca de 6:40, ao nascer do sol, o céu estava vermelho. A cidade coberta de neve e o céu vermelho! Uma paisagem colorada. Surreal. Pena que havia deixado a máquina fotográfica aqui no escritório. E depois, caminhar pelas ruas sentindo e ouvindo a neve debaixo da botina. Muito bom. Muito legal. Enquanto alguns italianos passavam de mal humor, de guarda-chuva ou sacudindo a neve dos casacos, me dava vontade de sorrir. De passar por louco e cantar a mp3 dos Beatles que tocava nos meus fones:

You think you've lost your love
Well, I saw her yesterdayey
It's you she's thinking of
And she told me what to sayey


Um carro que acelerou um pouco demais, nada exagerado, em primeira marcha mesmo, deslisava com as quatro rodas travadas pela rua. Perigos da neve. A estação de trem lotada de pessoas que provavelmente ficaram com medo de deslizar com seus carros desse jeito ou com preguiça de tirar a neve da frente de suas garagens: "É aqui que pego o trem para Trento?" "Onde se compra o bilhete?" Dentro do trem, a paisagem que vejo diariamente passou de verde, amarelo de outono e rochas, para branco. Tudo branco. O que não é branco, como o tronco das árvores e a parte de baixo das rochas, fica preto pelo contraste. Paisagem em branco e preto. Não sei porque imagino uma guriazinha de vestido vermelho, como no filme "A Lista de Schindler" passeando por ali. Obviamente guriazinhas de vestido vermelho não caminham pela floresta durante nevascas, mas a imaginação é livre. Chego no curso de francês e o assunto não poderia ser outro: la neige! Bonita palavra. Aliás são bonitas as palavras francesas. La neige est belle. La vie est tres belle!

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

EWSN'09

Acabo de ficar sabendo que um artigo meu foi aceito para a EWSN'09 (European Conference on Wireless Sensor Networks). O evento este ano vai ser na cidade de Cork, na Irlanda de 11 a 13 de fevereiro. Aí acho que vou poder visitar a Tati, ou de repente ela vai até Cork me encontrar. Quem sabe... Fiquei bastante feliz, pois este é o maior evento da Europa na minha área, um indicativo de que o trabalho foi bem feito. Bola pra frente e rumo a Cork!

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Devil Sheep

Quem não gosta de coisas trash nem assista o vídeo. Assista por sua conta e risco. Eu não tenho a menor idéia do porquê, mas achei o vídeo engraçado ao extremo.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Massa

Que bela corrida de Formula 1 ontem em Interlagos. O campeonato mundial foi decidido literalmente na última curva. No último quilômetro. Massa precisava vencer e torcer para que Hamilton, com sete pontos a mais antes da corrida, chegasse em sexto ou pior para ficar com o título. Massa fez uma grande corrida, vencendo de ponta a ponta e cumprindo sua parte. Com umas sete voltas para o fim da corrida, Hamilton vinha tranqüilo, em quarto lugar, com apenas Vettel com alguma chance de alcançá-lo, o que não era problema, já que a quinta posição servia para o britânico. Eis que nesta hora, faltando umas cinco voltas, começa a chover em São Paulo. Todos os carros fazem o pit stop para colocar pneus de chuva, com exceção das Toyotas. Uma delas, a de Timo Glock ultrapassa Hamilton durante a parada, deixando o piloto da McLaren em quinto. Na penúltima volta, ou talvez no início da última, Vettel consegue finalmente a ultrapassagem sobre Hamilton. Tendo sido superado por Glock e Vettel, Hamilton estava ficando em sexto lugar e vendo o título ir embora pela segunda vez consecutiva. Mas para sua sorte, e azar do brasileiro Massa, a chuva apertou naquela última volta, deixando a Toyota de Glock, ainda com pneus para pista seca, muito lenta. Lenta o bastante para que Vettel e Hamilton a superassem na última curva. Hamilton cruzava a linha de chegada em quinto lugar e ficava com o título mundial de pilotos.

A Ferrari fica com o título de construtores. Devo dizer que me parece um pouco injusto e que talvez mais justo fosse o contrário. Explico. Massa perdeu pelo menos 20 pontos, duas vitórias praticamente certas, por problemas mecânicos ou da equipe. 10 na Hungria, quando fundiu o motor Ferrari; e 10 em Cingapura, quando um mecânico lhe deu luz verde para sair do pit stop com a mangueira de combustível ainda engatada no carro. Hamilton, que eu me lembre não perdeu nenhum ponto sequer por problemas no carro ou erros da equipe (se alguém sabe de uma situação assim que eu não tenha lembrado, avise nos comentários). Ainda assim terminou o campeonato apenas um mísero ponto a frente do brasileiro. Ora, isso demonstra que o piloto Hamilton, perdeu 19 pontos a mais que massa por erros dos próprios pilotos. 19 estes que foram compensados pelos 20 perdidos pelos problemas do construtor Ferrari. Ainda assim, Hamilton fica com o título de pilotos e a Ferrari com o de construtores. Tudo bem. É o tal de Kovaleinen da McLaren que é muito ruim mesmo. Foi boa a sensação de ver um brasileiro quase campeão da F1 de novo. 17 anos depois do último título do Senna, em 91. Quem sabe ano que vem passamos do "quase". O Massa está fazendo um grande trabalho. Disso não há dúvidas.

Quem não está fazendo um grande trabalho é o Internacional, no Brasileirão. Com um dos times mais caros do campeonato, ocupa um modesto nono lugar. Lamentável. Só ganhando a Copa Sulamericana pra salvar o ano. Veremos quinta-feira. Jogão contra o Boca na Bonbonera.

Minha irmã Tati continua com a retrospectiva de algumas viagens que fizemos juntos. Dessa vez ela fala sobre nossa visita à Atenas, cidade belíssima. Confere lá!