quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Milano

Começamos nossa viagem em Milão. Meus pais chegaram no sábado, com algumas horas de atraso pois perderam a conexão de Paris para Milão. Minha irmã chegou no dia seguinte, pois perdeu a conexão em São Paulo. É o tal do "caos aéreo" no Brasil. Foi muito bom rever parte da família. Um ponto alto de Milão e dos outros trechos da viagem foi estar acompanhado por familiares.

Como sempre, as fotos estão no Picasa.

Milão é uma belíssima cidade. O estranho é que a maioria das pessoas daqui não dão muito valor. Milão é vista pelos italianos como uma cidade grande, agitada demais e sem grandes atrativos. Mas a cidade é bem interessante sim. Acho que é o fator de "desvalorização" das coisas locais que atinge tanto brasileiros quanto italianos.

Já na primeira noite fomos passear na Piazza Duomo e conhecer a galeria Vittorio Emanuele II.

A piazza Duomo é onde encontra-se o "Duomo di Milano", a catedral que é o principal cartão postal da cidade. É uma construção realmente majestosa. Conta com cerca de 3000 esculturas, todas elas diferentes. Realmente um trabalho de arte, mais do que arquitetura.

A Galeria Emanuele II liga a piazza Duomo a uma outra "piazza" que não lembro o nome, onde se localiza o teatro scala e uma estátua do (outro) Leonardo, aquele que nasceu em Vinci. A tal galeria é uma gigantesca construção com teto envidraçado. Na galeria estão grandes lojas com grandes preços como Louis Vuitton e outras marcas famosas e caras. Eu não entendo como alguém pode pagar milhares de Euros por uma bolsa. Também encontramos ali cafés, restaurantes e, claro, um McDonalds.

Depois disso jantamos ali perto e voltamos para o hotel. No caminho de volta, uma bela surpresa. Encontramos a loja da Ferrari, onde a "macchina" do Felipe Massa estava em exposição.

No dia seguinte, acordei cedo para ir buscar a Tati no aeroporto. Levamos ela para caminhar pela cidade e curtir os mesmos lugares acima, desta vez durante o dia. Com ela visitamos o interior do Duomo, realmente uma bela catedral. Mas mais impressionante que o interior é subir até o topo do prédio. Lá em cima pode-se ver mais de perto algumas das inúmeras esculturas. Pode-se ter uma noção melhor da grandiosidade do Duomo. Depois disso tomamos uma "birra" na galeria, tiramos fotos com o Leonardo da Vinci, tentamos sem sucesso comprar ingressos para ver algo no teatro alla Scala, onde todos os espetáculos até o dia 7 de setembro estavam esgotados, e nos preparamos para seguir viagem no dia seguinte.

To be continued ...

2 comentários:

Bruno disse...

Olá Leonardo!
Estou aqui na Itália.... e nem preciso falar que enfrento os mesmos problemas em relaçao a documentaçao... meu permesso vencia dia 7 de agosto e fui fazer as digitais dia 8 de agosto... mas estou aqui para ver se vc pode me esclarecer uma coisa... preciso viajar para Madrid e Paris mas o meu visto esta vencido e so tenho e ricevutta da posta, e agora é possivel viajar??... ou quais tipos de problemas posso ter????.... Detalhe que ja comprei todas as passagens!!!!!
Acho que é isso!!!!!
Obrigado!!!!

Leonardo disse...

Oi Bruno, que eu saiba nós brasileiros não temos nenhum problema em viajar pela UE. Eu mesmo acabei de fazer isso e também só tenho a "ricevutra" dos correios e um permesso vencido. Para entrar na Espanha e na França só precisas do passaporte brasileiro. Não precisa de permesso nenhum. E pra entrar de volta na Itália a ricevuta e mais o permesso vencido devem ser suficientes. Abraço.