segunda-feira, 28 de maio de 2007

Mesiano

Sábado passado teve um festival na faculdade de engenharia, em Mesiano. Logo no fim de semana em que estive mais ocupado desde que cheguei em Trento. O festival contou com várias bandas, de vários estilos musicais. Estava muito divertido. Havia uns quatro ou cinco palcos diferentes espalhados pelo campus. Os shows foram das 3 da tarde à meia-noite. Se fosse no Brasil iria até às 3 da manhã, mas tudo bem. Eu só cheguei lá por volta das 8 da noite, pois como eu disse meu fim de semana foi trabalhoso. Mas deu tempo para tomar uma respeitável quantidade de cerveja (o festival é patrocinado pela cerveja Forst) e me divertir bastante. Acho que essa foi a primeira vez que eu realmente interagi com a população local (com a exceção de relações puramente "comerciais"). Primeiro porque eu fui sozinho, já que meus amigos quase todos deram pra trás quando os convidei para a festa e segundo porque os trentinos, e talvez eu também, ficam mais sociáveis depois de umas cervejas. Fui a carater, com camiseta dos Ramones e o cabelão solto. "Leo Ramone", um verdadeiro punk rocker. E fiquei muito contente de saber que ainda existem pessoas que como eu gostam dessa que foi a melhor banda de todos os tempos em um empate técnico com os Beatles. Uma coisa que eu gosto de fazer é participar das chamadas "rodas punk", onde o pessoal fica uns empurrando os outros. Tem gente que acha que é violência, mas quando se faz isso com pessoas que entendem o espirito da brincadeira é divertido e não tem nada de violento. Aliás tem gente que acha que ser punk é andar sujo e ser anti-social, violento e racista. Quem acha isso vá ouvir Ramones. Ser punk é fazer o que se quer, é curtir a vida da maneira que achar melhor sem se preocupar com a moda ou com o que os outros vão pensar. Ser punk é diversão. Mas nesse caso era uma "roda metal", já que a única banda punk que tinha eu não pude ver, pois colocaram os caras pra tocar as 3 da tarde e eu não tinha como estar lá a essa hora. Depois que eu saí da tal roda metal uma guria veio falar comigo do nada dizendo que gostava muito de Ramones e perguntando como eu, que gosto de Ramones, poderia estar curtindo aquela porcaria de música. Eu falei pra ela que não tinha nada parecido com Ramones naquele lugar, então estava curtindo a música que tinha. E eu sou assim mesmo. Curto o que rolar. Se rolar punk rock, excelente. Mas se rolar qualquer outro som decente tá valendo. Frescura não é comigo. Além dessa guria, mais uma outra e uma meia dúzia de malucos vieram falar comigo por causa da bendita camiseta ao longo da noite. Teve uns loucos que até me pagaram uma cerva. Outro chegou e começou a falar da famosa briga do Joey com o Johnny... Bom saber que existem punks em Trento. Hey ho, let's go!

---

Mais para o fim da noite, quando começou a chover, encontrei o Mirko, o único dos meus colegas que foi pra festa. Batemos um papo eu, ele e a namorada dele. Ele é da região onde é produzida a tal cerveja Forst. Me contou que é a única "grande" cervejaria italiana que não é controlada por nenhuma multi-nacional. Me contou ainda a piada a seguir:

Três representantes de vendas, um da Waarsteiner, um da Heineken e um da Forst vão ao bar.
O representante da Waarsteiner pede:
- Ein Waarsteiner bitte.
O da Heineken:
- Uma Heineken por favor.
E o carinha da tal Forst:
- Me vê uma laranjada.
Os outros dois se olham espantados e perguntam:
- Por que não vais tomar uma Forst??
E o louco diz:
- Ah pára, se vocês não vão tomar cerveja eu também não!

5 comentários:

kaká disse...

fez a festa heim...ehehhehe e aibda ganhou amiguinhas novas...uhuhuh....

Tati disse...

Laranjada?!
Não seria suco de laranja? :)

Anônimo disse...

Olá!
Desculpe aparecer por aqui de novo. Primeiro quero agradecer por responder minha mensagem.
E gostaria de saber se você poderia me escrever para me passar algumas dicas sobre Lugano, pois estou de viagem marcada no dia 28/12/07. Se não for muito trabalho, meu e-mail é fabianabiaggi@uol.com.br.
Obrigada.
Fabiana

Leonardo disse...

Oi Tati, na verdade na versão original da piada era "aranciata". Mas procurando no google a palavra "laranjada" tem mais de 42000 referencias, então essa palavra deve existir. Mas acho que no RS a gente não usa muito. De qualquer forma minha tradução saiu errada, pois fui ver na wikipedia o que é "aranciata" e a tradução correta para o Brasil seria "Fanta", "Sukita" ou "refrigerante de laranja". Mas agora vai ficar "laranjada" mesmo ;-).

Beijão!

Leonardo disse...

Ok Fabiana, vou te escrever.