segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Curtas

Internet no celular. A Vodafone me deu um mês de Internet grátis no celular (obviamente com o objetivo de me viciar nessa "necessidade" que eu não tinha antes pra me cobrar cerca de um Euro por semana nos meses seguintes, mas tudo bem). É interessante a tecnologia. Interessante poder ler as notícias e os blogs dos amigos na telinha do celular enquanto se vai de trem pro trabalho. Ou seja, eu perco tempo eficientemente lendo blogs enquanto perco tempo com transporte. Nada mais produtivo!

-----

Com tanta perda de tempo, agora mesmo é que eu nunca vou conseguir terminar de ler o "Crime e Castigo", do Dostoiévski. O livro é tão bom quanto longo. Já li um monte e ainda nem cheguei no crime, que dirá o castigo. Mas o livro é bom mesmo, sério. O texto prende o leitor. Mesmo antes do crime, já tivemos três dramas muito bem escritos e comoventes. O de um bêbado que bebe toda a grana de sua família ao ponto de sua filha precisar se prostituir para tentar sustentar a casa. O da irmã do Раскольников (Raskolnikov, o personagem principal) e o de uma égua espancada até a morte por russos bêbados. É um baita livro. Já deu pra sentir.

-----

Meu banco aqui fez a proeza de me cobrar duas vezes o aluguel de dezembro (débito em conta). A funcionária me ajudou muito. Disse para que eu entre em contato com o proprietário do apartamento para pegar o dinheiro de volta ou não pagar o aluguel de janeiro, já que resolver isso pelo banco provavelmente demoraria mais de 20 dias. Se por acaso eu tivesse crédito para ficar com algum dinheiro do banco por um mês, me cobrariam juros e o caramba, quando é o banco que "se engana" com a tua grana não te dão nada. No máximo um "erramos, sinto muito". Por isso que eu reclamo quando as pessoas vêem algo errado e dizem "só no Brasil mesmo". Não, não é só no Brasil não. É aqui também. Aliás o serviço bancário no Brasil, bem como o odontológico, é bem mais profissional que aqui. Só pra citar dois exemplos.

-----

Cinema nacional. Tenho visto vários filmes nacionais muito bons. Tem gente que reclama da lei de incentivo a cultura, dizendo que essa grana tinha que ser investida em escolas, saúde e etc. Pode ser. Mas o fato é que o cinema nacional está usando muito bem essa grana pra fazer cinema. E da melhor qualidade. Qualquer hora eu escrevo um post inteiro sobre cinema nacional, ou sobre cinema em geral, sei lá. Stay tuned!

-----

O premier italiano Berlusconi foi agredido após um comício ontem em Milão. Parece que alguém atingiu o rosto do nobre primeiro ministro com uma estatueta de mármore de nossa senhora. Machucou bastante, fiquei surpreso ao ver a cara dele detonada no l'Adige de hoje (o jornal de Trento e região). Um colega italiano postou ironicamente no facebook algo como: "Berlusconi presenciou uma aparição de Nossa Senhora. E ainda apresenta estigmas. Agora ninguém pode se opor a canonização!". Por aí dá pra ver como o Berlusconi, primeiro ministro, dono do Milan e de todas as redes de tv privadas relevantes por aqui é amado pelo povo...

-----

That's all folks!

5 comentários:

.Leonardo B. disse...

[aqui diz-se que foi o massimo, não?]

um abraço irmão, continental
sempre

Leonardo B.

Nóbrega disse...

Cara...
Crime e Castigo é uma investida e tanto, eu para as férias de verão vou entrar no universo do Cervantes e ficar janeiro e fevereiro on intensivo Don Quixote! no decorrer do ano, com aulas e tal, é impossível!
abs

Leonardo disse...

Eu estou curtindo do C & C. Leio no trem, antes de dormir e nos fins de semana. O Don Quixote não li e ainda nem tentei. Não posso comentar.

Carina disse...

Serviço odontológico europeu deixa a desejar? Isso explica porque um português saiu surpreso da clínica em que trabalhei. Bom saber que minha área tem algum prestígio. Infelizmente, aqui só ouço reclamações por conta de preços muito caros. Nem pensam em qualidade e custas desta.

Marina disse...

Já ouvi falar que a odontologia na Itália não é lá essas coisas. Uma tia de uma colega minha vem pro Brasil todo ano nas férias para fazer revisão com a gente.

Já li um livro de Dostoiévski e gostei bastante. Queria ler mais, mas também tenho minhas distrações por aqui...

Feliz 2010, Leonardo!