sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Móveis Coloniais de Acaju

Não, não é um post sobre móveis. Móveis Coloniais de Acaju é uma banda. Recebi uns dias atrás uma indicação para ouvir os caras, mas só tive tempo de fazê-lo ontem. E que grata surpresa! Um indicativo de que uma banda é realmente boa é quando, na primeira vez que se ouve, já se gosta. Foi assim pra mim. É muito bom descobrir de vez em quando que ainda existem bandas novas e boas surgindo. Eu comecei a ouvir e pensava comigo: "hm, lembra um pouco Los Hermanos". Pouco depois: "mas não, parece mais um ska", em seguida: "bah, é um rock maneiro!", e depois: "opa, um sambinha de qualidade" ... "mas que nada, é um baita de um blues". Na verdade é uma mistura de tudo isso. E não é nada disso. É uma banda extremamente criativa e musicalmente muito competente. Parece que o baixo poderoso entra na hora certa. Os metais, a guitarra, a batera. Tudo muito bem executado. Uma brisa refrescante no deserto da música moderna. Recomendo muito. As letras também, são bem feitinhas e têm algo a dizer. Confira um exemplo:

Swing Hum e Meio

Embora dá para não perceber
Alguém deve estar rindo de você
Motivo talvez nem exista
Então por favor não insista

Use a imagem como documento
Não esqueça de esquecer seu talento
Aborte todo e qualquer lirismo
Para não cair em ostracismo

Seja maduro apague a ilusão
De que quem tem caráter tem tudo na mão
E se é para sair bem na fotografia
Venda a sua mãe mas não perca a simpatia

Não é difícil de comparar
O meu cérebro com a castanha do Pará
Não é difícil de comparar
O nosso cérebro com a castanha do Pará

A bem da verdade é mais fácil aceitar
O mundo assim do que só contestar
A vida é um processo de atuação
Se você quer ser alguém, se destacar da multidão

Abaixa a cabeça para obter atenção
Encolha o rabo e terá admiração
Se quiser ser ouvido é bom ficar calado
E que tudo fique no mesmo estado

Hipocrisia não é mais cinismo
Eu chamo de multilateralismo
Um afago para cá uma cusparada pra lá
E assim o país inteiro vai te amar

Não é difícil de comparar
O meu cérebro com a castanha do Pará
Não é difícil de comparar
O nosso cérebro com a castanha do Pará

----

E pra ti, meu caro leitor, como presente de Natal antecipado, coloco esse link para baixar legal e gratuitamente algumas músicas da banda no site da Trama (aliás, a imagem que abre esse post também é do mesmo site). Bom divertimento!

4 comentários:

Freakie! disse...

Hm, eu já conhecia essa banda. Uma vez o Tramasoli me mandou. Estranho que eu SEMPRE li "Móveis Coloniais de ARACAJU" ¬¬'

Meu cérebro definitivamente é uma castanha do Pará! hahaahha

Achei a banda legal e tudo, mas ñ ouvi muita coisa... sabe como eu sou com essas coisas nacionais...

Quem sabe um dia eu baixo! =)

.Kel. disse...

vou conferir os caras!!!

inté!! :)

Marina disse...

Eu li "Aracaju". Hhauahuahua"
Vou conferir também. Sou conhecida por gostar de coisas diferentes. Ainda mais sendo música!
Abraço!

Ana Matias disse...

Eu adoro eles!

Bom estou de férias e a partir de agora pretendo acompanhar os blogs dos amigos com mais frequencia e comentar tb! =D

Viva as férias(merecidas)! Mas volto aos livros a partir de janeiro, as aulas terminaram, mas a minha pesquisa continua a mil =D Ainda mais agora que o CNPq me adotou =D

Beijokas moço da Itália!