segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Doni Tondo de Michelangelo

De novo o Michelangelo. Sempre ele. Esse quadro é mais uma imagem sacra. Da sagrada família. Aliás, provavelmente a imagem que mais se vê em quadros da época são imagens de Maria e do menino Jesus. Fazer o que se a igreja era a maior patrocinadora da arte naqueles tempos. O que importa não é o tema, mas sim a beleza do quadro. As cores, luz e sombra. Mais uma obra prima do Michelangelo. De ficar bobo olhando. Obra exposta na galleria degli Uffizi. Também muito recomendável é uma visita à capela Sistina, em Roma, com o famoso teto pintado por Michelangelo, onde cheguei a ficar com dor no pescoço de tanto olhar pra cima.

5 comentários:

Tita disse...

Nossa, eu fico sempre impressionada com a qualidade das tintas, mesmo depois de séculos ainda é possível ver os detalhes, sombras e diferenças de tons! Fascinante!

Leonardo disse...

Sim, e nesse sentido devemos reconhecer também o trabalho dos museus na manutenção e restauro das obras, para que nada mais se perca e que, na medida do possível, se recupere o que já foi perdido.

Juliana disse...

Capela Sisitina é uma das metas da próxima vez que for a Roma! E a Galleria degli Uffizi durante minha passagem por Florença...

O que me impressiona nos trabalhos do Michelangelo (e também nos do Tiziano, Donatello e outros "colegas") è a combinaçao de cores, a harmonia entre elas, os jogos de luz e sombras. E depois os detalhes das roupas, as expressoes dos personagens, detalhes no corpo, perfeiçao de prospectiva... parece que tirou uma fotografia, até mais perfeito.

Paulo Olmedo disse...

Bah, fico babando com as tuas postagens, Leonardo. Muito massa! Um dia (ah, um dia) também quero visitar a Capela Sistina :)

Leonardo disse...

Legal que estão gostando das postagens. Sempre bom saber que tem gente acompanhando o que escrevo por aqui. Valeu mesmo.

Olmedo e Juliana, tanto a capela Sistina quanto os Uffizi valem muito a pena. Recomendo!