terça-feira, 24 de junho de 2008

Heineken Jammin' Festival 2008

No fim de semana passado eu fui no Heineken Jammin' Festival. Um festival de rock que aconteceu aqui pertinho, em Veneza. Eu acampei lá para assistir os três dias de shows, de sexta a domingo. Chegando lá, ao abrir minha barraca para armá-la, surpresa: a barraca encontrava-se destruída. Recortada em vários pontos por uma tesoura. Quem me conhece sabe quem poderia ter feito isso, já que a barraca não saiu da minha casa desde meu último acampamento em Rimini no ano passado, quando ela foi guardada inteira. Mas isso não prejudicou em nada o fim de semana. Fez sol e calor, aliás um calor infernal, nos três dias. Então, minha barraca além de ter uma ventilação especial ainda era a barraca com o visual mais punk rock do camping!

Então vamos ao que interessa, o festival! O primeiro dia, pra mim que gosto de punk, era o que mais prometia. E não decepcionou em nada.

A tarde rolou Iggy Pop and the Stooges. Clássico. O cara já era punk antes de o punk existir. Os Ramones, antes de iniciar a carreira já eram fãs do cara, para se ter uma idéia. O cara deve ter uns 70 anos, mas ainda faz um baita show. Apesar de reclamar, ao estilo punk, do solaço que fazia durante o show entre uma música e outra: "Fuckin' sun man. What the fuck?! Shit!". Foi muito bom ouvir ao vivo clássicos como "Search and Destroy", "I Wanna Be Your Dog" e "No Fun".

Depois, para encerrar a noite, nada menos que Sex Pistols. A segunda melhor banda punk do mundo. Como os principais caras da primeira já morreram, Sex Pistols hoje é "as punk as it gets". Eu sou suspeito pra falar, pois eu gosto muito desse tipo de som, mas ouvir "Anarchy in the UK", "God Save the Queen", "Pretty Vacant", "E.M.I.", ... Putz. É o que se pode chamar de show muito "afudê" como dizem lá em Rio Grande. Mas muito afudê mesmo! Os caras também estão velhos que nem o Iggy, e o Sid Vicious já está morto há uns 30 anos, mas eu me diverti muito ouvindo Johnny Rotten e cia. E a galera que estava ali curtindo o show também era do punk, claro. Só poderia rolar uma grande roda punk. Todo mundo curtindo muito. Tirando um golpe no rim esquerdo um pouco mais forte, foi diversão total. Como dá pra ver no video ao final do post, os Pistols tocaram no palco secundário. Sem o telão, pois colocaram no palco grande, no mesmo dia e horário o Linkin Park. Confesso que não conheço a banda, que não vi nem um pedacinho do show deles e que, sinceramente, com Show do Sex Pistols rolando quem se importa com o Linkin Park...

O segundo dia não se comparou ao primeiro. Eu me diverti muito mais com as bandinhas italianas "iniciantes" (algumas muito boas por sinal, o que me dá esperança que o rock não vai morrer quando as bandas de rock "dinossauro" acabarem) que tocaram das 13 as 17 horas no palco secundário do que com a principal atração do dia, o tal de Vasco Rossi. Mas o Vasco Rossi é uma espécie de deus da música pop italiana. Tanto que o show dele foi disparado o que mais lotou. Era um mar de gente. O parque totalmente lotado. Acho que tinha quase cem mil pessoas. Uma coisa curiosa: a galera grita pelo cara assim: "Ole Ole Ole Ole, Vasco, Vasco". Para um brasileiro, não tinha como não se sentir no meio da torcida do Vasco. Os italianos dizem que Vasco Rossi é rock. Posso estar avacalhando e exagerando, mas pra mim o cara está mais para uma espécie de Fábio Jr do que para roqueiro. Como eu disse, muitas bandinhas do palco secundário me divertiram mais. Aliás nos três dias tocaram bandas excelentes ali. Via de regra melhores que as tocavam no mesmo horário no palco principal. Ou tem algo errado com meu gosto musical ou com o gosto musical das massas. Não sei.

No domingo, mais uma maratona de shows. Eu confesso que fiquei contente de as bandas punk terem tocado na sexta, porque no terceiro dia seguido com 10 horas de shows eu não sei se sobreviveria a mais uma roda punk naquele domingo. Pra iniciar os "shows grandes" do dia, Stereophonics. Eu não conhecia, mas gostei do som dos caras. Um rock clássico, ao contrário da coisa mais "moderna" (no mau sentido) que eu estava esperando. Curti bastante o show deles. Depois entrou Alanis Morissette. Não tem como não gostar das músicas do disco "Jagged Little Pill". Eu tinha este disco, e pra mim as músicas dali são clássicas, portanto curti bastante o show. Ou a Alanis está bem mais gordinha, ou eu que nunca tinha visto ela no verão. Além disso ela está loira. Eu não entendo por que diabos todas as mulheres querem ficar loiras. A Shakira, por exemplo, era provavelmente uma das morenas mais lindas do mundo, e agora é só mais uma loira na multidão de loiras de farmácia. Mas, enfim, tem tantas coisas que eu não entendo nas mulheres... O importante é que o show foi legal.

Depois do show da Alanis pararam com os shows para colocar no telão o jogo da Itália pela Eurocopa. Foi insólito aquela multidão de umas 25 mil pessoas que estavam ali para ver shows assistindo ao futebol. Mas como no Brasil, também para os Italianos a seleção é sagrada. Se bem que quando o jogo foi pra prorrogação já tinha gente gritando que queria show, e não futebol. Mas não se interrompe uma partida na hora da prorrogação. Sabe-se bem disso. E vimos o jogo até o fim. Muito embora assim que o jogador espanhol bateu o pênalti que decretou a eliminação da Itália o telão foi desligado. Não deu nem pra ver a comemoração do cara. Não tenho dúvidas sobre a nacionalidade do operador do telão.

Depois do futebol, entrou o The Police. Outro show espetacular. Não adianta, os coroas é que fazem som. É quase como se o Sting e os excelentes guitarrista e baterista da banda dissessem para os shows anteriores: "Muito bom gurizada, legal, mas agora empresta aqui esse palco que o tio vai mostrar como é que se faz..." Sensacional a qualidade do som e da produção. Os caras tocam muito. Um baita show mesmo. Encerrou com chave de ouro.

Eu achei algumas filmagens amadoras de alguns shows que eu comentei aqui. A qualidade do som é um lixo, já que os vídeos são amadores, mas dá para ter uma idéia do que foram os shows. Quero dizer que não assumo qualquer responsabilidade sobre a disponibilização destes vídeos na Internet. Não fui eu que coloquei nenhum deles no youTube. Mas já que eles estão lá, quero compartilhar um pouco do que eu assisti nesse fim de semana com os freqüentadores aqui do blog:

Iggy and Stooges com direito a reclamação contra o sol e tudo.
Sex Pistols
Vasco Rossi for the sake of curiosity.
The Police

3 comentários:

Freakie! disse...

Afudê!!!

rodrigo disse...

muito massa meu!!!!!!

Leandro Fonseca disse...

Programão, hein? Que tri!
Me matei de rir dessa frase: "Tirando um golpe no rim esquerdo um pouco mais forte, foi diversão total."