quarta-feira, 14 de novembro de 2007

FBK

O instituto de pesquisa onde eu trabalho chamava-se, até março deste ano "Istituto Trentino di Cultura (ITC)", mas agora mudou de nome para "Fondazione Bruno Kessler (FBK)". O meu colega Cu Nduy escreveu um pequeno post sobre alguns significados alternativos da sigla "FBK" e algumas considerações sobre a política de segurança do "CPD" local, com a qual não concordamos. Para citar um exemplo, nem estudantes de doutorado, nem funcionários e nem sequer a minha orientadora tem a senha de root das máquinas em que trabalham. Além de outras restrições que podem ler no blog do Cu. Ainda bem que eu uso o meu notebook particular para trabalhar, e nele eu faço o que bem entendo, mas ainda assim, as restrições da rede também me atingem.

Ainda do blog do mesmo colega, o procedimento de obtenção do "permesso di soggiorno".

4 comentários:

Fonseca disse...

"Além de outras restrições que podem ler no blog do Cu."

Opa. Não consigo NÃO FAZER comentários idiotas com esse nome aí...

Dentro da Bota disse...

Oisss...
Passando para conhecer seu blog!!!

Gi, Roma

Leonardo disse...

Pois é Fonseca, ainda bem que ele não entende uma palavra em português (nem o nome dele) ;-).

Leonardo disse...

Bem vinda Gi. Apareça.